5

Caixola de 4 anos e meio

Post que tinha sido escrito, e esquecido, logo depois do Natal.
********

Cada fase tem sua magia. Enquanto Vitrolina está na fase de descobrir as palavras, e nos supreender com sentenças completas e se surpreender ao ser compreendida, Raciocinack está em uma fase de entender as coisas, processar certos raciocínios que é uma coisa de louco. Chegou a hora que como mãe, você tem que tomar juízo e começar a pensar em tudo o que se fala e faz, sob o risco de ser desmoralizada a qualquer momento.

Meu irmão trouxe de Natal os 3 filmes "Toy Story". Assistimos todos, divertidíssimos, mas eu acabei de me chorar no terceiro. Nossa, me acabei!!! Gente, o que é isso? Eu senti no meu próprio peito a dor do Woody e o Sr. Cabeça de Batata em uma último e desesperada tentativa de "serem brincados". Perguntei logo, com lágrimas nos olhos pro Crescidack se ele vai crescer, e vai embora, e vai largar todos os brinquedos dele para trás, mas ele foi categórico (e me olhando como se eu fosse um pouco desajustada) afirmando que nunca vai deixar pra trás o BuLata (um leão "feito por ele" em uma viagem), o Fuc (o tal do cavalo que pula que ele pediu para o Papai Noel) e...hum, pensando bem, disse ele, vou levar todos os meus brinquedos...ah não mamãe, eu nunca vou sair de casa! - Ah bom, assim sim.

Em uma acalourada discussão sobre navios cargueiros que derrubam containers no mar (e nem pergunte como o assunto chegou aí...), meu irmão falando que as pessoas podem achar carros na praia depois de um acidente como este, e eu falando que era impossível um carro chegar na praia. Antenack, que obviamente não estava participando da conversa (ledo engano, olha o perigo!) vira e diz com a maior cara de dãaar: Mamãe, pensa bem... no outro dia a gente foi de carro pra praia, a gente chegou de carro na praia, então olha, "que que" você acha, que dá pro carro chegar na praia ou nao, hein??

Ele enrolando pra sair da escolinha, eu falo que se ele teimar mais uma vez a gente não vai pra piscina a noite (e torcendo para que ele seja teimos já que a preguiça de ir para a piscina a noite era enorme). Ele teima, eu falo:
- Então é isso, nada de piscina...
- A mamãe, por favor me dá só uma chancezinha, por favor!
- Não. - Diz a mãe orgulhosa de sua coerência.

Mais tarde, no carro, toca o CD da cantata de natal : " Glória, in Excelsis Deo, paz e perdão, para os homens de bom coração..."
- Mamãe, eu tenho um bom coração?
- Claro que sim, filho, só precisa ser mais obediente.
- A é? Então porque você não me dá paz e perdão?
- Como eu posso te dar paz e perdão filho?
- Me dando só mais uma chancezinha de ir pra piscina.

A mãe feliz da vida abre uma lata de Guaraná.
- Mas mamãe, refLigeLante faz mal pra saúde.
- É verdade filho. (Diz ela sem saber quem foi o infeliz que falou isso pra criança - provavelmente ela mesma em um momento de "lição de moral).
- Então você vai beber? (Diz ele horrorizado).
- Só de vez em quando filhote... (e tenta mudar de assunto)
- Mas então de vez em quando pode fazer mal pra saúde?
- Hum...se você comer um monte de legumes, daí pode fazer um pouco mal...eu acho...mas como você é um menino esperto, pode beber sua água, tá?

Ele pedindo pra dormir na minha cama
- Mamãe, deixa, por favor, hoje é um dia tão especial, porque teve muita neve
- Não filho...todo dia tem neve.
- Mas olha, eu estou doente
- Nao está não...
- Tô sim, olha (mostrando um machucado invisível)
- Tá bom, então a gente vai ao médico, você toma uma injeção e daí você pode dormir na minha cama (diz a mãe sabendo como fazer o menino odiar qualquer médico... porque mãe que é mãe sabe que na hora do desespero vale tudo).
- Ah não, de injeção eu não gosto, a gente pode ir no dentista então?

Muitos argumentos depois ele finalmente se deu por vencido de que dias especiais são somente sábados, e que todos os outros dias ele dorme na cama dele. Mas para isso, ele criou um conjunto de três regras:
1. Então você deixa a porta um pouquinho aberta.
2. E vem dormir um pouquinho comigo quando você acabar de "tabalhá"(porque todo mundo sabe que depois de botar as crianças na cama começa o segundo turno da mãe).
3. E me acorda amanhã na hora de acordar (porque vai saber...e se todo mundo for embora e esquecer de acordá-lo).
E todos os dias, sem nenhuma exceção ele repete as três regras algumas vezes, e mais importante:
- Agora você mamãe, fala pLA mim o que você tem que fazer. - E eu repito.
Até que hoje, depois que ele tinha repetido as regras tipo...10 vezes eu me cansei e esclareci:
- Se você falar mais alguma coisa eu vou fechar a porta.
- Mas mamãe...
- Zack...eu avisei, vou fechar a porta, pronto.
- Mas mamãe...
- Zack!!!!
- Mas eu só queLia dizer que eu te amo...

Pois é...




5 comentários:

Mirian disse...

Dá muita vontade de morder esse Zack!

Na noite de jogos eu disse:

"Zack, em que língua vc quer assistir Toy Story? Inglês ou Português?"

E ele: "Que língua a gente tá falando?"

Eu: "Português"

Zack: "Então eu quero em POTUGUÊS"

Ele é inacreditável mesmo!

Lucy C disse...

fofo!!! Ei, Keiko, recebeu meu email?

Camila disse...

hahahahha Espertack! E haja argumento, viu?

Beijo, miguxa.

Anônimo disse...

Interpretação estonteneante neste blogue, postagens deste modo emotivam aos que reflectir aqui .....
Realiza muito mais do teu web site, a todos os teus seguidores.

Lúcia Soares disse...

Keiko, acompanhar o desenvolvimento desses pequeninos é uma benção!
Zack é tudo de bom!
Bj