12

Quando eu crescer...

Quando eu crescer eu vou lembrar com antecedência das coisas necessárias para se viajar, aliás, depois de 400 viagens com um filho e quase todas sem o pai dele, eu vou lembrar que preciso de uma autorização de viagem assinada pelo pai, principalmente sabendo que o pai já vai ter viajado e não vai estar na cidade pra assinar a tal autorização. E isso tudo não vai acontecer dois dias úteis antes da viagem. Mais do que isso, quando faltar dois dias úteis pra viagem, eu não vou descobrir que o passaporte da criança está vencido há 1 mês e que pra fazer um passaporte novo, não só eu precisaria de 5 dias úteis, como também da assinatura do pai da criança, que, lembrando, já foi pro Brasil.

Quando eu crescer, e virar gente, eu não vou ter que sair correndo que nem uma louca pela cidade, levar o menino pra tirar foto, preencher formulário, falar com o pai da criança pra imprimir e assinar o formulário e mandar por Fedex com entrega pra ontem, correr e entregar tudo no consulado antes que feche. Isso vai ser muito bom, porque assim eu não vou ter que implorar pro funcionário simpático e de extrema boa do consulado, como todo bom funcionário público, pra PELO AMOR de qualquer coisa implorar pro tal do cônsul pra aprontar o passaporte da criança em um dia. Porque todo mundo sabe que funcionário do consulado não tem obrigação nenhuma de ajudar o cidadão, principalmente se você realmente precisar. Mas o melhor mesmo é que eu não vou ter que ouvir coisas do tipo: "Olha, falei com o vice-cônsul e como ele está no espírito do natal, vai fazer pra você, mas olha...vê se não deixa as coisas assim pra última hora, porque não é sempre que você vai dar sorte assim". Sim, porque eu posso ter feito de última hora, admito, mas francamente, quanto tempo um cidadão desse gasta pra colar uma foto no maldito passaporte e botar uma assinatura?? E é claro, eu dormiria mais feliz sem ouvir lição de moral do mocinho do balcão, mas enfim.

Quando eu crescer, isso também não vai acontecer um dia antes da minha data limite de entrega dos trabalhos mais trabalhosos e importantes do meu doutorado, os quais eu já deveria terminado há semanas, mas por mais que tenha tentado, ainda estivesse desesperadamente terminando, ou tentando terminar. Afinal de contas, quando eu crescer, eu vou deixar todos os meus trabalhos prontos meses antes da data limite. Sendo assim, se a data limite for Sexta-feira as 17h, quando for Sexta-feira as 16:15 eu não vou estar correndo, literalmente, no meio da neve, com uma pança enorme, depois de ter passado o dia sem comer, beber água ou ir ao banheiro terminando essa joça. Eu não vou chegar as 16:20 no hospital pra entregar o presente de natal da orientadora, sem ter tempo nem pra dizer feliz natal, fazendo praticamente um arremesso de presente na sala dela, outro na sala da secretária que vai me perguntar: "E o passaporte do Zack, deu certo?" ao que eu não vou ter que me lembrar que sim, deu certo, SE eu chegar no consulado até 16:30 e pegar o passaporte, porque por mais simpático que o funcionário seja, ele não vai trazer o passaporte pra mim. Sendo assim, eu não vou ter que sair novamente correndo, mas correndo muito com minha barriga de 6 meses pela rua cheia de gelo por uns 5 quarteirões pra chegar no consulado as 16:29, só pra ouvir do mocinho: "Nossa, quase que você não chega, hein? A gente já ia fechar". Ao que eu não vou ter que responder nada já que o meu pulmão tinha ficado uns 2 quarteirões pra trás, junto com meu útero e bexiga.

Ah...quando eu crescer, eu posso antever como minha vida vai ser diferente...eu não vou ter que pegar o carro e sair dirigindo que nem uma louca inconsequente pra chegar as 16:59 na universidade e entregar o bendito trabalho que me custou o último mês e meio inteiro de muitas noites sem dormir, muitos dias sem sair, muitas horas brigando com o marido, muito tempo ignorando o filho, muitos "não passeios" com os amigos que visitavam do Brasil e muita falta de post.

Quando eu crescer, e for uma mulher organizada, a essa altura do campeonato eu vou ter mandado cartões de Natal pra todos os queridos, vou ter comprado presentes e estar com eles prontos, na mala, vou ter escutado as mensagens da minha caixa postal que não escuto há mais de um mês, vou estar com a mala arrumada. Porque quando eu crescer eu vou saber que não se deve começar a arrumar a mala a 1:20 da manhã se você tem que sair pro aeroporto as 6:30 da mesma manhã. Bom, talvez quando eu crescer eu não ache que deva escrever um post a 1:30 da manhã antes de começar a arrumar a mala, só pra resumir o último mês e dar um "alô".

Quando eu crescer eu não vou precisar da sorte ou de um Deus poderosíssimo que tenha muita dó de mim e faça as coisas miraculosamente darem certo. Não, pensando bem, dEsse Deus eu vou sempre precisar, até quando for grande.

Quando eu crescer, tudo vai ser diferente, tenho certeza...mas enquanto isso, vou pro Brasil curtir minhas férias, porque vai que quando eu crescer eu não tenha nem férias e essa coisa de dormir 2 horas por noite vire rotina. Não pretendo olhar pra nada que não seja família, mar e sol, porque essa coisa de ficar sentada no computador 20 horas por dia é definitivamente algo que vou deixar pra quando eu crescer.

Pra vocês, gente grande e bem resolvida na vida, Feliz Natal!! E que em 2008 você seja "gente grande" pra viver com calma e sem muitas emoções, mas se não der, que seja feliz assim mesmo :-)

12 comentários:

Mrs. Bee disse...

Feliz Natal Querida...! Me mande seu endereco quanto tiver um tempinho pra respirar? Ah, esse seu post me lembrou da minha defesa de tesa. Nao preparei minha apresentacao ate' o dia. Ai, no dia, passei a manha inteira na biblioteca - tambem de barrigao - sem comida ou agua, ou parada para o banheiro (voce sabe como isso e' dificil), tudo pra salvar o arquivo meia hora antes da apresentacao, ai' "ensaiar" por 10 minutos, respirar fundo e defender. E', nao cresci tambem nao. Nao ainda, hehehe. Com 38 semanas de gravidez e minha mala do hospital ainda nao esta' preparada... pelo menos o quartinho do nenem esta' quase pronto. beijao e curta sua gravidez e as ferias no Brasil (ai que inveja, vou ficar aqui enterrada na neve)...

cecisantiago disse...

Oi Keiko!!!Pra quem está com uma gripe mal curada como eu, estou até com falta de ar só em ler seu post!!!Imagine se eu estive com uma pança na frente? Agora, o que foi feito da progestorona? Ah! Já sei...transformou-a em mulher-maravilha, afinal uma mulher grávida é capaz do impossível!!!Nem sei como vc deu conta de conseguir fazer tudo em tão pouco tempo e sem dormir direito!!Com disse: devem ser os super-poderes gravidícos em ação!!!Se for chegar pela águas quentinhas aqui da Bahia e quiser dar um alô, terei o maior prazer de explorar nossa terrinha com vcs!!!Praia que se preze, amiga, só a nossa aqui do nordeste!!!Boas férias! Bjão, Ciça

Anônimo disse...

Keiko,

Adorei o post, como sempre, mas acho que em 2008 já está tarde para tentarmos ser alguma coisa, tipo "gente grande". Pode ser em 2009???? rsrsrs

Um ótimo ano novo para você e essa familia que será maior...

Beijos,

Fabiana

***TATTY* disse...

Genteeee....fiquei até sem ar por vc!!! Se passar por SP dá um alô pra Sophia ir dar um bjinho no Zack!!!
BJus

Camila Novais disse...

Keiko do Céu, que sufoco! Fiquei ofegante só de ler seu post! Deeeeusss do Céu!

Que o ano de 2009 (sim, 2009 e não 2008 como você colocou no post hehehehe) seja ainda mais gostoso pra você e sua família, que vai ganhar uma tchutchuquinha nova cheia de saúde.

Adoro seu blog!

Beijo grande e aproveite beeeeem essas férias! Você merece!

Deby disse...

ufaaa!!!
Vem pra Ilheus??
Se tiver aqui dia 23/12 (amanhã), dá um pulinho (melhor não com esse barrigão), uma passadinha lá no Centro de Cultura de Itabuna ver o nosso coral cantar.
Será as 19:30. Ah! Tem q levar um kilo de alimento e um abraço gostoso pra me dar.
Boas férias!!!

Feliz Natal e um 2009 abençoado pelo nosso Deus poderosíssimo.
bjinho

bibi move disse...

ai guriazinha guriazinha guria-ZI_NHA!!!!!
espero que em 200e NOVE você aprenda a gritar socorro pra gente poder te acudir nessas e em outras horas,
vamos combinar assim?
Te dou de presente um envelope cheio de vale-socorro pra você ir gastando, tipo voucher!
AProveite sampinha, nós estamos aqui cuidando do TOm-ico e morrendo de saudades de vocês.
VOltem logo.
beijos e abraços apertados...

Flavinha disse...

Keiko,
quase tive uma sincope de tanto rir lendo este post! Pior é que eu me imaginei direitinho! Não sabia que existia alguém tão parecida comigo!!! A única diferença é que em algum momento eu ia chorar, pois eu sempre choro!
Meu marido está aqui ao lado, lendo junto, me vendo morrer de rir e dizendo: 'e você ainda acha graça? devia aprender, tomar juízo e parar de deixar tudo pro último minuto!'

Mas eu passei mesmo foi para desejar um feliz Natal atrasado, lógico! Espero que você esteja curtindo muito a família o sol e o mar!

Beijocas

Lucia F. disse...

Keiko,

Você é uma heroína! Que Deus te abençoe! Eu encarei mestrado com tudo que é prazo em cima da hora de barrigão, também. Posso só imaginar seu sufoco! Mas, parabéns pelo jogo de cintura, e felicidades pra você e toda sua família em 2009.

Lúcia Soares disse...

Feliz 2009, Keiko. Certamente será especial, com o nascimento da sua Bebezinha. Sáu de e paz, muito amor, para voc~e e os seus. É ótimo ler você, apareça mais vezes!Sem correrias...rsrsrsrsr

Suzi disse...

Até no desespero você me faz rir!
Feliz 2009, Keiko! Pra família inteira. Essa família cheia de crianças!
;)

doradolabela disse...

Oi Keiko, sou uma nova leitora de seu blog e ja' posso ir dizendo que gosto muito!
Lendo o ultimo post, percebi que tambem ainda nao virei gente grande! rsrs
Passei o mesmo problema para tirar o passaporte de meu bebe recem-nascido. Como expatriada na China, meu marido ja' tinha partido de Belo Horizonte. Quanta correria e quanta necessidade da boa vontade das pessoas. Ainda bem que a gente sempre encontra alguem de "coracao bom" para poder nos socorrer. hehe
Boas ferias e espero que tenha melhores noites de descanso!