12

Emoção

Eu deveria estar emocionada porque vou ter um primeiro artigo publicado em uma revista indexada...


Eu deveria estar emocionada porque comemoramos os 19 meses de Culturack no museu de Belas Artes onde o menino viu Monet, Renoir, Van Gogh e ia quase derrubando uma estatueta de Rodin. Tá certo que o motivo principal da visita foi porque a entrada era de graça (pobre é uma desgraça, diria uma amiga) e que de todas as obras de arte maravilhosas do museu a que Curadorack mais gostou foi um cavalo bizarro esculpido em isopor, a respeito do qual ele insistia em cantar em alto e bom som: "Pocotó, pocotó, pocotó, mine mi a pocotó" (minha eguinha pocotó, para os que não leram isso), gerando um profundo questionamento por parte dos amigos que estavam junto, enquanto eu, inutilmente tentava desviar a atenção do fato ("Nossa, o que é isso que ele está cantando?" - E eu: "Não sei, alguma música de cavalinho... nossa, olha aquele quadro que lindo, e que tom de branco! Que textura...").

Eu deveria estar emocionada porque segunda-feira fez -28 graus e eu tive que andar "no tempo" por mais de 30 minutos e não morri...


Mas hoje, o que me emociona é algo muito mais sublime: O cocô.

Sim, sim, hoje, Adultack começou uma nova etapa de vida, ele fez cocô na privada. Por favor me lembrem de vir aqui apagar isso quando ele tiver uns 12 anos e quiser me matar por sair contando as intimidades dele assim, em público. Mas foi lindo. Normalmente eu pago pra não ver meu nenezinho crescer, mas trocar fraldas com dejetos progressivamente mais fétidos, não é minha tarefa preferida da maternindade. Pela mesma razão me recusei a comprar um penico...se na fralda é ruim, imagine tendo que lavar, tô fora! E foi assim que ontem comprei um daqueles assentos miniaturas já que Incomodack há semanas vinha avisando: "Mamãe, cocô!" e lá se ia pro cantinho fazendo força. Hoje quando ele avisou, sagaz que sou, peguei a tampinha, botei no vaso e ele ficou todo prosa, quando a coisa fez "pluf" foi só alegria, abraços, adesivo na mão e um menino sem entender nada, o pobre. Demos tchau pro cocô, como manda o figurino (pra quem não sabe que figurino é esse, é coisa que Freu explica, entre outros autores), lavamos a mão e saimos do banheiro, o menino-grande e a mãe emocionada.


Agora olho pra trás e vejo que tipo de pessoa eu virei, do tipo que se emociona com o cocô dos outros...abestalhada, sem noção, fora do parâmetro são palavras que me vêm à mente, mas por alguma razão, "mãe" parece explicar melhor.

12 comentários:

Flávia disse...

Keiko,

Concordo plenamente na lavação de penico. Também tô fora ! Mas, como o Pacotinho de Intestino de Papagaio faz N vezes por dia e só avisa depois que já fez (algumas vezes até nega, apesar da catinga), não estamos nesta etapa. Eu ainda prefiro a conveniência das fraldas a um "Mamãe quero fazer cocô agora" quando a luz de apertar os cintos está acesa no avião ou você está presa no trânsito.

Parabéns pro Cocozack !

cecisantiago disse...

Por que crescem tão rápido??Ainda hoje estava dizendo a minha irmã com o filho de quase 2 anos que vai pra escola que se acalme que "ele vai fazer cocô no vaso"....e eu que queria que meu filhote fizesse logo 4 meses pra sair do claustro (sem culpa)que algumas pediatras teimam em recomendar,pois ele já seria um "homenzinho de 4 meses" fico com o caração apertado, pois finalmente chegou!!E daqui a pouco passarão-se os anos...aí meu Deus...foi assim que me senti lendo seu post de hoje:Passa rápido DEMAIS!!!!Bjão e parabéns!!!É mãe recebe parabéns pelas aquisições e conquistas dos filhos,não é mesmo?Bjão!

Claudia disse...

Mãe se orgulha de TUDO! Até do cocozito! Parabéns por vencer mais essa etapa menino grande!!!

Camilinha disse...

Achei linda a história! Tenho dois pequenos (talvez não tão pequenos assim) que já me fizeram passar por isso... e vou te contar um segredo: como eu sinto falta!!!

... e, eles crescem... e tão rápido!!! Aproveite cada cocozinho...rs

Beijos daqui

Sandra e Evaldo Vicente disse...

Keiko,
Você não é maluca não. Essa é uma conquista e tanto. Estou até achando que Cocozack está meio adiantado no quesito... Quando os meus passavam por isso, eu tinha a sensação de conquista, passagem de etapa, maturidade, de estarem "prontos para a vida"... Esse menino é sempre meio adiantadinho, né? Parabéns!!!

Lilian disse...

Ah.... como vc já poderia suspeitar com a minha longa e triste história de problemas com cocô, este post é pra lá de emocionante para mim!! UAU!!! O menino tem apenas 1 ano e meio!! VIVA!!!! Fantástico!!! Que se repita muitas e muitas vezes e, mesmo q tenha q sair do assento do avião ou parar no meio do trânsito, não há nada no mundo q dá mais alívio a uma pessoa do que uma criança treinada para usar a privada.

TENHO DITO. de dentro das trincheiras, acompanhada de um teimosíssimo moleque de 3 anos e meio q semana passada, bem no outlet (TEM KB TOYS KEIKO, TEM!!!) fez cocô na calça de pijama q usava por baixo da calça e eu, q tinha uma fralda, mas não wipes, tive q lavá-lo na PIA e secar o bumbum naquele secador!! ve se pode!!! Eu nunca pensei q chegaria o meu dia de tamanha humilhaçao. Graças à deus o outlet tem banheiro privado para famílias... :) (um banheiro individual fechado)

Lana disse...

O primeiro "tchau cocooooooooooooo" a gente nunca esquece... Snif. Snif.

Bibi Move disse...

o-hoo!!!
eu ainda tô aqui na fase de comemorar os soluços do guri...
Keiko, quero ver vocês nessa semana que vem! Siiiim!!!!
qualquer dia depois da terça eu dou um jeito.
Te ligo pra combinarmos ok?
beijinh

Marco disse...

Talvez a coisa que mais estranhei na paternidade tenha sido essa colocação das secreções corporais na pauta de conversação com amigos. Somos bizarros. O Davi, que já tinha dado esse passo glorioso do Zack, voltou atrás. Foi um lampejo de precocidade, apenas. E ainda bem. Agora, -28, é? Ai, meus sais!

Marco disse...

A despropósito, faço uma citação indireta (mas com um link bem direto) a v.sa. no meu último post-comercial.

Suzi disse...

não tô dizendo? olha o tipo de pessoa que EU virei!! eu me emocionando com o cocô do filho dos outros. ah, minha amiga... acho que agora nem freud explica...

e por falar no sr. freud, lembro dos tempos em que minha especialização era educação infantil. essa parte do "tchau, cocô... tchau..." era mesmo tão linda (eu quero dizer importante e cômica, você sabe)!!

pois é.
quanto à pocotó... meus sentimentos. fingir que é música de cavalinho foi uma saída perfeita!!
;)

Denise Arcoverde disse...

Que lindo!!!!!! amei esse post, me lembrou Bia pequenininha, aproveita que crescem muito rápido! nem acredito que ela já vai fazer 21!