1

Antídoto

Antídoto 1:

plic, ploc, plic, ploc (foi a melhor onomatopéia que eu achei pra passos de pazinhos gordos chegando no quarto da mãe de manhã) ... esforço pra subir na cama sozinha...mãe continua fingindo que está dormindo pra ver se consegue dormir mais um pouquinho de fato... até ter suas pálpebras sumariamente abertas por uns dedinhos mais gordos que o pezinho e:

- Mamã-ãe, eu acordei! E eu tô feliz!

Antídoto 2:
Fim do dia, canseira, pega as crianças na creche e quando "sai pra fora" (em bom quebecois):

- aaaa, que gostoso esse ventinho.. olha o sol mamãe... que lindo!

Agora me diz se tem mau-humor, cansaço ou ziquizira que aguente!

1 comentários:

Dani disse...

Keiko,

Deus existe nos detalhes... e esses detalhes são tão especiais e perfeitos que podem, à distância, parecer chatos ou entediantes para quem não tem filhos... mas para aquelas que os têm (como nós), não há no mundo felicidade maior do que sentir as mãozinhas gordas nos tocando ou os pezinhos de pão nos sentindo ou aquele sorriso banguela (ou não) de quando nos vêem.

E Deus existe nesses momentos, dentro de nossas casas.

Adorei o seu blog, li e reli muitos posts (conheci pelo MMqD hoje, 12.09), vou seguir (de casa, pq aqui do trabalho não dá) e vou linkar no meu, ok?? Caso não queira, me avise, "deslinkarei".

Adorei "te conhecer".

Beijos,
Dani.

http://viagensdeprimeiraviagem.blogspot.com