8

Dicionário

Nos tempos que Bebezack era só um bebezinho e falava "mama, papa, dada", tudo querendo dizer: "me troca, me dá comida, me põe pra dormir", eu vi no Mothern um post com o vocabulário da filha de uma delas e fiquei morrendo de vontade de copiar a idéia, só esperando meu dia chegar, e finalmente, ele chegou.

Hoje em dia Papagaiack repete em versão fofinha tudo o que você diz e faz, um perigo. Outro dia eu soltei um: "saco!" e lá veio ele: "tato!" com direito a cara brava e tudo...podia ter sido pior, eu sei.

Mas fora a papagaíce, ele já tem um vocabulário fixo bastante prodigioso, penso eu em tanto que mãe não coruja que não sou. Obviamente que o vocabulário é mais amplo que o listado abaixo, o único problema é que a mãe, ignorante como só, ainda não aprendeu todo o Zackolês, a despeito das ínumeras tentativas de Comunicack de ensiná-la. Obviamente também que é só eu falar pra alguém que ele fala "tal coisa" e pedir pro bichinho falar que Mutack faz cara de paisagem e não fala nada, faz parte da série "Passando vexame com seu filho", episódio anterior ao da criança se jogando no chão do supermercado.

E vamos lá, Dicionário de Zackolês, em Novembro de 2007:

Aguá = Qualquer coisa dentro de um copo.

Alô = Objeto usado para longas conversas com os outros falantes de Zackolês, ou com vovó. Objeto a prova de choque, jogado no chão inúmeras vezes ao fim das conversas.

Amém = Fim da oração.

Atô!! = Achou! O tal do peekaboo (inglês) ou Coucou (francês). Brincadeira que marca a permanência do objeto, se for pra falar chique.

Babía = Mamífero aquático de tecido que dorme com você. Aplica-se também a qualquer outro mamífero aquático tais como golfinhos, tubarões e peixes (o que? Então você não sabia que tubarão e peixe são mamíferos como as baleias? Pois é, tanto a aprender como uma criança de apenas 17 meses)

Bééee = Ovelha, cabritos, vacas e similares.

Bye bye = 1.Interjeição de adeus. 2.Some daqui. 3.Chega.

Carrr = Veículo de 4 rodas.

Cócócó= Galinhas do cocoricó (e somente elas) DVD ao qual mamã eventualmente recorre quando tem que ficar lendo blogs ou fazendo outras coisas menos úteis como faxina e estudos.

Dedadô = Coisa na qual você entra em um lugar e quando a porta abre de novo você sai e vai pra casa ou pro carro. Há algum tempo ele ficava desesperado pra apertar o botão pra chamar o elevador, agora ele descobriu que é só chamar mesmo, e ele vem. Lei do menor esforço.

Eneonor = Melhor amiga da creche (ou a única que ele consegue pronunciar o nome (Eleonor), os outros sendo: Ure, Mason, Guida, Saja - não é a toa que todos os outros sabem chamar Zack.

Inha = Escolinha. Lugar onde mamã te abandona enquanto cuida da sua própria vida. Ou melhor, lugar onde você chega, manda um beijo e dá tchau pra mamã, sem o menor remorso, ainda por cima cantarolando "Inha" enquanto abraça e beija os colegas de classe. (Origem: Fim da canção "Vamos para nossa escolinha", hit composto por mamã, cantado no caminho para a Escolinha).

Lalá = Escova de dente (Origem: Fim do clássico "Escovinha da limpeza", mais uma composição de mamã que termina com as profundas palavras: "lá lá, lá, lá")

Má = 1. Mais. 2. Me dá. 3. Quero. 4. Agora! (nesse caso é "má, má, má, má, máaaaaaa") - Acompanha o sinal em ASL.

Mamã = 1.Escrava branca cuja função exclusiva no mundo é te servir e atender seus desejos. 2.Interjeição de alegria (quando o ser em questão chega pra te buscar na creche). 3.Interjeição de socorro (quando você quer sair do berço). 4.Interjeição de raiva (quando ninguém te tira do berço). 5.Seio, leite, aquela coisa embaixo da camisa que não se pode sair pegando em público.

Mamía = Tecido que se coloca no pé.

Nenê = Todo ser que se mova e tenha menos de 1 metro, ele inclusive.

Ô-ôuu = Fiz besteira. Geralmente usado inocentemente quando propositalmente ele derruba alguma coisa no chão, assim, sem querer...ô-ôuu...

Papá = 1.Serviçal de reforço, a quem recorrer em caso de falha nos serviços de mamã - Variação: "Papito" - Pessoa com quem você divide a sua comida (sempre que ele está comendo ele pega uma colherada e fala: papá, oferecendo para a foto quando papá não está, depois: nenê - oferecendo para ele mesmo, pra mamã que é bom, nada!) - Pessoa que faz tudo o que você quer, principalmente dar doces escondidos de mamã e trazer um brinquedo novo a cada dia. 2. Objeto colocado no pé após a mamía (também conhecido por sapato). 3. Patos que tomam banho com você.

Pipi = 1. Passarinho. 2. Pequeno órgão genital (desnecessário dizer que quem ensinou essa foi o papá).

Pupapô = Palavra socialmente imposta que você deve dizer mesmo sem saber o que quer dizer quando quando alguém te pergunta: "Como é que a gente pede?". Acompanha o sinal de "please" em ASL e dependendo do pedido, acompanha uma cara de gato do Shrek.

Tchi Tchi = Aquilo que mamã faz quando senta na privada.

Úlio = Personagem da turma do cocoricó (Júlio). Usado intermitentemente como "cócócó"- acompanha a melodia.

Uva = Fruta arredondada (morango, blueberry e até uva) que você come desesperadamente, sempre mantendo uma em cada mão e pelo menos duas na boca ao mesmo tempo.

Vovó, titi, dede, dadá = Familiares que moram dentro do computador ou do Alô.

8 comentários:

***TATTY* disse...

Fala sério...é todo um papagaio mesmo....a Sophia só faz gritar (!!!) ai meu Deus... Acha que só porque sabe assoviar todas as outras coisas não precisa fazer (tudo bem que essa é uma boa desculpa que sempre é usada quando alguém diz(ia):- Mas ainda não anda? O fulano é mais novo e já anda! Bem, aí é bom virar e dizer: -É né? Mas ela assovia desde os 8 meses, não dá pra querer que faça tudo né?
Aí a pessoa vira e começa a assoviar pra ela e mandando fazer...aí vc é obrigado a virar e dizer :- HELOOOOO...Ela tem só 1 ano e 5 meses, sabe que é legal o que ela faz e só faz quando quer....
afff...
Enfim, com esse pensamento... Esse negócio de ASL...nunca tinha ouvido falar (afff....a pior das mães cara!) Tenho uma papagaia estaladora de dedos...deixa eu fuçar no site pra descobrir o que é que ela tanto fala e tentar uns contatos imediatos tipo: ET-telefone- minha casa...Bjus

Lana disse...

Keikooooo! Saudades :)

As meninas chegaram. Em breve postarei fotos e enviarei aquele presentinho virtual prometido há tanto tempo.

Beijos!!

Lilian disse...

QUE LEGAL!

Agora, garotinha, bota tudo num diário ou num arquivo de word e vai numerando as linha de 5 em 5 (se for papel), ou numerando a lista. Daí vc só vai acrescentando mais palavras conforme ela cresce. Eu comecei quando os meninos tinham uns 13-14 meses e parei nas 205 palavras pra cada um. Daí, quando eu ia nas consultas de 15, 18, 24 meses eu consultava o meu diário pra me gabar pra médica quantas palavras eles falavam (pra pediatra do Kelvin, pelo menos, o do Linton nunca perguntou isso).

Será q tem línguas nas quais os bebês conseguem aprender a falar mais rápido? Deve existir algum estudo sobre isso, será q não? É q às vezes eu acho q português é muito mais fácil que inglês por exemplo, pelo menos para conseguir uma pronúncia mais "correta," e isso ajuda a aumentar o vocabulário dos pequenos.

Leticia. disse...

Bonitinho demais da conta! Mas acho que a gente tem de prestar atencao no que diz e faz ainda mais com a crianca maior. Vivo dizendo que minha flor de 4 anos e' a policia. Ela me corrige quando nao falo por favor, me chama atencao quando falo enquanto como e quando levo alguma coisa para comer para a sala... E outro dia disse "putamerda"! Ai' foi demais. Quando perguntei onde tinha ouvido isso, ela disse que eu falo de vez em quando. Expliquei, expliquei e agora la' vou eu me policiar ainda mais...

Bjs,

Leticia.

Marcia disse...

O Keiko, voce esqueceu um dos mais importantes: Siiiiiio. Que eh quando ele esta chamando meu Silvio.

Marco Aurelio Brasil disse...

Excelente trabalho de filologia, comadre! As tuas composições me fizeram lembrar um fato triste. Outro dia, indo pra Curitiba pro casório do Alê, o Dudu cantou uma música de sua autoria. Era uma beeeeem comprida, que falava o quanto Jesus nos ama, e que repetia algumas vezes (várias) que Ele foi crucificado por nós. Aí, depois dos aplausos que acompanharam a exibição, ele pediu pra cada um cantar uma música de sua própria lavra. Por sorte eu tinha uma estrofe que fiz certa vez e que permanecia escondida de toda a humanidade. A Tatiana, contudo, jogou a toalha e disse que não tinha composto nenhuma música. Eu falei: como!? a co-autora do sucesso pré-escolar "O cogumelo" não consegue mais compor? Muito triste. Mudando de assunto, fui lá pegar o visto canadense e eles simplesmente esnobaram a carta que você me mandou, é mole? Foram logo dando o visto. Mas também, ele expira no dia 08/05/08. Que miguelões, né?

***TATTY* disse...

kkk....acho que é só impressão mesmo....kkk....ou melhor...a ROUPA....kkk

Chris disse...

Keiko,

De tanto passar por aqui e visitar o Iglu da Flávia, cheguei a conclusão de que para escrever blog bom, vc tem que:

1. Morar longe de casa e viver numa segunda lingua (pelo menos);
2. Não pertencer ao mundo das sortudas que contam com criadagem;
3. Ter filho.

Como no meu caso eu só me enquadro nas categorias 1 e 2, meu blog empacou. Passo o tempo lendo as aventuras das mamãs.

Abraços!