10

Papirus

Houve um tempo...quando no fim do ano a minha maior alegria era sair com a minha melhor amiga por todas as papelarias e lojas da cidade, em busca da "agenda perfeita". Eu sempre fui meio maníaca com agenda. A definição de agenda perfeita foi mudando com o tempo, no começo era a mais papagaiada, com a maior cartela de stickers no final, com desenhos nas páginas. Servia pra tudo, desde anotar a lição de casa até colar papéis de bala, palito de picolé, fotos de amigos e por aí vai, de forma que no fim do ano ela não fechava.

Depois foi ficando com cara mais séria, afinal, quem ia dar moral para uma terapeuta que tirasse uma agenda dos Ursinhos Carinhosos para anotar um compromisso. Chegamos ao nível "agenda de couro", mas ela ainda tinha seu charme. Saquinho para guardar coisinhas, clipes coloridos em uma página e é claro, a sempre presente possibilidade de usar canetas coloridas, colocar uns stickers escondidos (inclusive alguns "economizados" há anos, muitos anos de outras agendas e outros carnavais) aqui e lá, enfim, ainda havia esperança.

Desde o ano passado troquei minha agenda de papel por um Palm, doado pelo sócio do marido que não conseguiu se adaptar a tecnologia e voltou ao papel. No começo achei chique, pensei que agora sim, tinha virado gente grande. Um ano passado e eu estou entrando em depressão. Até colei uns adesivinhos atrás do negócio, mas vamos combinar, ficou ridículo, tive que tirar.

Outro dia em uma reunião vi uma colega terapeuta grifando com canetas marcadoras de 2 cores diferentes 2 reuniões futuras que estávamos agendando e fiquei morrendo de inveja. Eu lá, com aquela canetinha sem graça que nem cor tem, anotando no meu Palm, bargh! Não vou dizer que ele é de todo ruim, me economiza por exemplo repassar os telefones e datas de aniversário de uma agenda pra outra, está tudo lá. Mas existem outras questões altamente existenciais envolvidas, como, e se eu não quiser mais saber o aniversário daquela pessoa no ano seguinte? E que desculpa eu posso dar se não ligar pra alguém? ("Perdi o papelzinho onde anotei seu telefone" é um clássico...e no meu caso era sempre verdade, agora já era). E como você personaliza um Palm? Tá, bota umas fotos, umas músicas, mas ninguém vê, só você. Falta aquela troca, aquela chance de deixar os outros te conhecerem um pouco só olhando pra sua agenda. Bom, talvez eu seja a única maluca que fica fazendo análise de personalidade através da agenda, mas que eu faço eu faço. E ninguém pode fazer de mim, porque eu não tenho mais agenda!

Isso só pra falar de agendas, sem contar as cartas, com papel de carta perfumado e envelope que combina (que aliás, podia ser trocado por 2, certo?- observação exclusiva para meninas que já colecionaram papel de carta). E os cartões de aniversário?? Tem coisa mais antipática, e no entanto mais prática, do que cartões virtuais? Poxa vida, e aqueles cartõezinhos que vinham do Paraguai e tocavam parabéns pra você com aquele som irritante quando você abria, até a bateria acabar? Acabou, acabou. Hoje em dia, mesmo morando longe de vários potenciais "remetentes" as únicas cartas que eu recebo são contas, nada divertido isso. Mas aí é assunto pra um post mais sério e reflexivo sobre os males e dilemas da tecnologia (e este post de hoje é só uma reflexãozinha inútil de uma moça sem agenda, sem marido ( no Brasil) e por isso sem vontade de ir dormir).

Se quem sabe então Montreal for um dia uma cidade submersa, pobres escafandristas, a não ser que inventem hardwares a prova d'água, não vai sobrar nada pra dar para os sábios decifrarem...
( e aqui eu colocaria um link para a letra de "Futuros Amantes", caso alguém não saiba do que eu estou falando, mas por alguma razão misteriosa minha barra de endereços sumiu e eu não sei como copiar o link. Veja só, a tecnologia.)

10 comentários:

Claudia disse...

Keiko, não sei tua idade mas vivemos muitas coisas beeeeem parecidas! Eu tinha essas agendas-diários, (tenho: até hoje estão aqui guardadinhas!) e esses papéis de carta perfumados...nossa! Que sessão nostalgia...Lembro das menininhas de chapéu desses papéis, aqueles de gatinhos japoneses...Ai, ai, ai...
Outro dia meu irmão me deu umas figurinhas do "Amar é...", que foram relançadas! Eu adorava colecionar esses albuns: Homem do Fundo do Mar, King Kong, putz...Como era bom...

Marcia disse...

Entao segundo as suas palavras: "Bom, talvez eu seja a única maluca que fica fazendo análise de personalidade através da agenda, mas que eu faço eu faço." - eh eu concordo, voce realmente eh a unica maluca. Toda a comunidade cientifica sabe que a gente analisa os outros pelas unhas da mao e pelo sapato que usam.

Andréa disse...

Nossa, Keiko! Me identifiquei com cada parágrafo... Já tive agendas coloridas, troquei papel de carta e também tenho um Palm, que só uso pra guardar aniversários e números de telefone, hehehe!
Todos os anos eu digo que vou parar de usar agenda de papel, mas não consigo. E tenho que achar uma de um modelo específico, com os 7 dias da semana em 2 páginas, pois assim posso deixá-la aberta no trabalho. No final eu só uso como carderno de anotações... Não marco nenhum compromisso nela!!! Acredita nisso?

Beijos,

Andréa

Sandra e Evaldo Vicente disse...

eu retornei do palm para o papel e estou feliz da vida!

Shirley Sanches disse...

Olá Keiko!!!

Simplesmente me encontrei neste seu post!!!
Estou sempre a procura de agenda, cadernos,algo para escrever e que fique com a minha cara!!!
Agenda é tudo!!!! Cartões de aniversário, natal.....passo horas procurando!!!
Não sou psicologa, mas agenda, cadernos dizem muito sobre a personalidade da pessoa, e observo muito isso!
Sou tão vidrada nisto que canetas coloridas, grifa-texto entre outras são mania para mim!
Se fóssemos proxima iria te fazer inveja com a minha coleção, tá?!!!
Voltei muitos anos lembrando dos papéis de carta, minhas irmãs tem até hj.
Realmente, os com cheirinho na troca valiam 02 simples!!!!
Adorei seu blog e pode ter certeza que vai ter que arrumar "cadeira cativa" pra mim...rs!!!

Bjkas

Lilian disse...

Ah... amiga, as agendas. As minhas (já bloguei sobre isso, então vc já sabe) não eram "agendas" mesmo, eram diários, os quais eu releio com uma certa frequência.

Agora agenda agenda... não tenho nem palm nem de papel. Eu esqueço tudo mesmo ;) brincadeirinha. Mas eu entendo a sua razão para sentir saudades das agendas. Acho q eu não me acostumaria com um palm.

Agora... o FINAL do Seu Post. Peraí, DEEEEMAAAAIS!!! Vou botar o K pra ler, ele vai AMAR AMAR AMAR. é uma das nossas músicas favoritas! (depois de As Vitrines)

Juliana disse...

Oi Keiko!!
Também me encontrei em cada parágrafo! Também migrei para essa nova tecnologia (muito por influência do marido hightech), mas não abandonei as antigas, pois seguro morreu de velho.
Então ainda tenho outras 3 agendas de papel - uma no trabalho para anotar o que eu fiz no dia (o que eu tenho que fazer anoto na agenda do outlook do computador do trabalho); outra em casa (na gaveta do criado-mudo), para anotar o que aconteceu no dia e os dramas pessoais e uma que vai e vem, para anotar as tarefas.
O problema é quando não dá tempo de anotar!! :-)
Quer um conselho? Compra uma agenda 2008!
Beijos grandes,
Ju.

Chris disse...

Bom, eu adorei a parte de colar papel de bala na agenda e tamb'em da papel de carta com perfume vale por dois...agora não tenho palm não, só a palm da minha mão...

Bibi Move Scliar disse...

sabe que eu e minha prima até inventamos um verbo para isso e assim nos telefonávamos nas tardes durante a semana:
"Vamos agendar hoje?"
"vamos, estou indo aí"
e ficávamos a tarde toda grudando, diagramando, escrevendo, memorando...

***TATTY* disse...

Realmente...eu acho que vc não é normal...esse negócio todo aí de agenda é coisa de maluco...coisa de gente normal é fazer scrap.....huauihahiuaaiuihaiu...
Por exemplo, eu hoje, (super normal) fiquei 3 horas dentro de uma loja examinando cada coisa que poderia ser comprada para usar nas páginas....detalhe...não era uma loja só de coisas de scrap, mas faz parte, pq nas que são se scrap eu consigo ficar muito mais do que isso, e nem percebo...mas um dia eu te levo lá e vc vai entender...(quando vc vier aqui para passar mais de 72 horas ou quando o Zack e a Sophia fizerem 18 anos...kkk) E talvez qd for lá vc vai resolver comprar mais uma agenda e mais alguns adesivos fofinhos...kkk...

*Vou tentar achar o Sr. Seu Marido para descobrir onde anda meu super-mega-hiiiiiper presentinhooooo que agora eu fiquei curiosa!!!
Quando ele vai embora? Pra eu ver se dá tempo de fazer umas páginas com umas fotos de um menino aí que estão separadas (ai...não resisto!!! Fazero oq?)
Bjus