7

Mural

1. Sobre a famosa "Elbow pain" @ Mcgill (Respondendo Lilian e Sandra):

As ciumeiras acadêmicas não valem um post, muito triste. Basicamente é assim, tenho uma colega que também é T.O. e nós duas "dividimos" nossa super orientadora. Tudo ia bem, nova amizade, alegria até que entre outras coisas bestas (como eu sugerir dar um presente de natal em conjunto para nossa orientadora, ela falar que não tinha nada a ver dar presente pra orientadora e depois ir lá e deu um sozinha), eu consegui uma bolsa de estudos bem concorrida, para a qual ela não tinha nem aplicado. Ela perguntou se eu tinha conseguido, eu falei que sim e ela: "Mas como?? Nossa, mas você nem fez nada de especial!". Depois que eu ganhei o primeiro prêmio ( e não fiz nem questão de contar pra ela, mas o departamento manda um email anunciando os ganahdores pra todo mundo), ela não só soltou frases piores que essa, mas ficou indignada, foi reclamar no departamento porque ela tinha as mesmas notas que eu, como eu tinha ganhado o prêmio? - Não sei, mas a impressão que eu tenho é que algo como: "Poxa, parabéns!" - Soaria menos invejoso, não precisava nem ser sincero.

Depois dessa teve outras tantas coisas como ela me perguntando a cada minuto que nota eu tinha tirado nisso, naquilo, para o que mais eu ia aplicar, o que eu ia fazer no fim de semana, o que eu comi no jantar...e cada vez que eu perguntava qualquer coisa altamente inapropriada, como: " E você?" - Ela falava que não queria falar sobre o assunto. Também teve quando eu fui "fast-tracked" para o doutorado, depois de apresentar meu "research proposal", com recomedação do departamento. Ela novamente ficou indignada, foi de novo reclamar no departamento, porque ela tinha feito as mesmas matérias, como o departamento ousava me convidar a ir para o doutorado e não convidá-la também?
Depois que Princhuquinho nasceu eu pedi um escritório para trabalhar no instituto de pesquisa, pois bem se sabe (Lilian que o diga) que trabalhar com um nenê no colo tentando digitar seu próprio texto e comer o mouse não é assim muito produtivo, embora eu preferiria mil vezes, caso não tivesse o tal bebê (e tem coisa melhor do que ficar o dia todo de pijama?). Minha supervisora me arranjou um escritório e foi só ela descobrir que eu tinha um que ela também quis, o meu, é claro, alegando que precisava de um espaço porque....sei lá, até hoje eu não entendi o argumento. Só sei que no escritório só tem um computador e que sempre que ela está lá temos que dividir o computador e eu tenho a leve impressão de estar sob vigilância constante, praticamente um Big Brother, só que ao vivo. Se eu fosse assim bem ruim mesmo como se faz necessário nesse mundinho, eu até ficaria feliz porque ela quebrou o braço e não vai poder aparecer por lá por uns 2 meses, mas como eu não dou conta e a consciência pesa só de pensar que eu pensei isso, já ofereci ajuda pra digitar os trabalhos finais e entregar pra ela...quem sabe pagando o mal com bem a coisa não melhora...

Enfim...isso realmente só pra contar os momentos mais gritantes, por essas e outras eu não tenho amigos na academia (nem na academia científica, nem na de ginástica, mas aí as razões são outras ;-)

2. Marquito:
Pois é, diz a regra que você tem que nomear outros 3, os critérios eu não sei não, acho que você tem que ver quem combina com o título do prêmio e boa!


3. Cristiana:

Sim, o "Porque Heloísa?" chegou tem um tempinho, já lí e relí pra mim e pra Inclusack, ambos adoramos, o texto é uma delícia e as ilustrações são perfeitas! Já recomendei também, sucesso total!!

PS - Tenho 2 posts no meu rascunho mental de posts (aqueles que você fica escrevendo e reescrevendo mentalmente enquanto está subindo escadas ou andando na rua - por favor, alguém me diga que também faz isso, assim eu não me sentirei uma maluca solitária) só aguardando o fim do semestre para serem transformados em letras. Alguém por favor crie uma disciplina do tipo: "Fenomenologia do Blog", ou qualquer coisa que conte créditos em um curso de pós-graudação, porque honestamente, isso sim é útil e produtivo. Enquanto ninguém inventa essa, deixa eu terminar meu trabalho, noite longa pela frente...

7 comentários:

Sandra e Evaldo Vicente disse...

Que horror essa coisa aí do seu lado, hein?
Claro que eu faço rascunhos mentais e quando sento para escrever sai diferente.
E os amigos da academia de ginástica? Não entendi a razão. kkkkkkkk
;-)

Sandra e Evaldo Vicente disse...

Vem cá, tem certeza que essa sua colega está no mestrado? Será que ela não é do jardim de infância não?

Sandra e Evaldo Vicente disse...

Vem cá, tem certeza que essa sua colega está no mestrado? Será que ela não é do jardim de infância não?

Bibi Move Scliar disse...

ah keiko, esse lance da Universidade aqui é Phogo!
Sei não, mas não me lembro de rolar isso no Brasil Aliás, nos tempos de vacas magras eu e minha colega chegamos até a dividir uma daquelas bolsas de pesquisa do Cnpq (aquelas que pagavam 200 reais, lembra?), para poder realizar o trabalho em conjunto.
Aqui o pessoal chega ao cúmulo de trancar as portas dos estúdios com cadeado, pra evitar que os colegas lhes roubem as idéias geniais.
O melhor mesmo é não falar nada, não anunciar, ficar quieto- o que de certa forma é triste, porque na comemoração está a metade do prazer em seru reconhecido e estimulado por tuas competências, né?
Depois eu te conto pessoalmente minhas histórias, porque pra evitar fuxica e olho gooooooordo me recuso a colocar online.
Aliás, esses dias levei a maior bronca porque meu blog é cheio de erros de vírgula, concordância e estas nabas (pq escrevo na pressa, pq não reviso, etc) e isso estava gerando um boato "NOSSA aquela menina ignorante tem bolsa pra fazer o doutorado!!!!"
é Phogo mesmo, viu?!
nos vemos semana que vem.

Lilian disse...

Gostei das histórias, mas são mesmo meio desanimadoras. Muito bonito pagar o mal com bem, aprendeu direitnho na escola sabatina, hein? :)

Eu VIVO, dia e noite, o tempo inteiro a escrever e reescrever posts na minha cabeça, então, minha amiga, vc não está sozinha não, aliás, quase todo blogueiro inveterado é assim.

Ah, sobre o livro Por que Heloísa? eu encomendei meses atrás quando vc o mencionou no blog. E acho q o nosso até chegou antes (uns 2 meses ou mais atrás) -- realmente muito bom, agradeço a recomendação e parabéns para a autora.

Lucy Tence Corbin disse...

Elbow pain e' um problem, com concordo com a Lilian, voce lidou muito bem! Um abraco, Keiko. Keep it up, you deserve it!

Alê e Lisi Spissoto disse...

Vc tb não pode falar nada, tá morrendo de inveja do verão aqui do Brasil.