9

Diário de bordo

Hoje foi um daqueles dias, tempestade de neve, anunciaram de 10-15cm, mas só no meu carro acumulou uns 2 metros em 2 horas, sem nenhum exagero, é claro. Pelo menos eu tive o desvaneio de estar em pleno carnaval, meu carro sendo o carro abre-alas de alguma escola de samba falando sobre o fim do mundo, ou o pólo norte, ou como o branco (a cor, não a raça, que fique claro) tomou conta do mundo. Pra ver como a coisa estava ruim, eu topava até assistir os desfiles completos de todas as escolas de samba, com comentários e apuração dos votos só pra não ver mais neve na minha frente.

Hoje era a "deadline" para mandar a inscrição de uma das bolsas de estudo que se eu ganhar, estou com a vida feita. Mas como fazer as coisas com antecedência não é virtude que me pertença, eu tinha que terminar umas mil coisinhas cá e lá, entre elas coletar um bando de assinaturas para os meus papéis. E como assinaturas por acaso são feitas por pessoas, lá fui eu de prédio em prédio pela cidade inteira, no meio da tempestade com meu envelopinho na mão tentando caçar assinaturas de pessoas que, já tendo a vida ganha, não vêm trabalhar quando anunciam tempestade de neve. É claro que eu esqueci minha luva e meu gorro em casa e estava bancando a própria Dorothy, só que na terra de Oz congelada, com o furacão me levando quem sabe pra onde. É claro também que tudo seria mais fácil se eu pudesse ligar para as pessoas antes de bater na porta de seus escritórios vazios, mas eu perdi meu celular e é claro, era lá que os números de telefones estavam.

Tendo vencido a tempestade, coletado as benditas assinaturas e voltado viva pra contar a estória, com todos os exageros que me são de direito, eu não poderia deixar de fazer a única coisa que eu realmente havia planejado pro dia, levar Musicack pra sua primeira aula de musicalização, "Sign and Sing", um chuchu de aulinha, música e sinais em um lugar que a despeito do meu preconceito inicial, virou favorito. Trata-se de um café "pra mães e bebês" onde as crianças podem brincar seguras e felizes enquanto você faz coisas impensáveis como...comer. E lá também eles tem uma sala pra aulas variadas, uma lojinha com produtos alternativos e coisas e tais. Ao menos o dia acabou bem, muito bem, o que parecia improvável.

E pra semana de vocês também acabar bem, estejam vocês sob a neve ou sob os enredos do grupo especial, finalmente posto a única coisa que eu vim postar (já que as 3 da manhã depois de um dia desses eu deveria estar pensando em dormir, não contar meu dia, mas não resistí). Este link que meu irmãozinho, aquele que sempre acha as coisas mais divertidas da internet (como o dia do sorvete Ben and Jerry de graça), mandou pra mim e eu quase me m... de rir (o que não é muito difícil desde meu fatídico parto) mas enfim, vale a pena conferir, só se assegure de não estar no escritório e estar perto de um banheiro.

9 comentários:

Juliana disse...

Oi Keiko! Quanto tempo! Estava de férias - até da internet! Que coisa!
Ótimo 2008 para vocês, boa sorte na Bolsa que está solicitando e parabéns para o Tagarelack que também está se iniciando em outras obrigações do mundo adulto.
Nossa, ficar livre das fraldas é um grande feito e uma libertação para os pais!
Beijos, Ju.

Ti disse...

Keiko
Descobri seu blog há alguns dias e venho lendo sempre que posso, ou seja, às 2,3 da manhã de uma madrugada qualquer....você entende beemmm isso. Também sou mãe, de um menino, carinhosamente apelidado pelos amigos (mui amigos)de TSUDANI (5 anos) e da Dandara (1ano e 6 meses) que segue os passos do irmãozinho professor. Tô bem feita na vida eu, rsrsrs.

Ti disse...

(continuando) Pra completar, após defender minha dissertação de mestrado-saga de quase 4 anos, passo madrugadas a dentro do mundo virtual para chegar a conclusão se tento uma vaga (e bolsa, claro) na UQAM, McGill ou UdeM, faço um doutorado sanduíche pela Capes ou se imigro pro Canadá, assim que o orçamento participativo familiar permitir....Não sei se dou risada ou choro..mas de fato, seu blog tem me ajudado nisso....Ah, genial mesmo a história de tirar os sapatos, acho que a maternidade também faz isso com a gente.... Abraços (como boa brasileira, rsrsrs), tudo de bom!!! Ticiana, de Brasília...

Lilian disse...

Estou aqui torcendo pra vc ganhar a tal bolsa... e realmente vc faz soar hilário o seu fatídico dia na neve! :) Q bom q a aula de musicalização foi legal. E q pena q fora 1 mês do ano de 2005 no Brasil (fiquei 2 meses com os moleques por lá) os meus meninos nunca fizeram musicalização. Que tristeza... quem sabe algum dia (eu dou aulinhas de vez em quando pro Kelvin, mas como santo de casa não faz milagre, eu sei q ele vai ter que ter outros professores de música, não nós... principalmente não eu ;).

Fasciutta disse...

Mon Dieu! C'etais vraiment un jour memorable!...
Boa sorte com o resto do inverno... por enquanto a gente curte a maldiçao do carnaval, esse ano regado à muita chuva (graças a Deus!).

Bjus!

Bibi Move disse...

ih,eu ia falar varias coisas interessantíssimas mas agora só consigo pensar no seguinte:
QUANDO é o dia do SORVETE ben&Jerry gratx?
vou ter pesadelos...
ass: bibibolota

Queila disse...

Oi Keiko!

Que maravilha esse cafe, hein?

Fiquei SUPER interessada para a aula de musica. Quando sera que comecam as inscricoes para a sessao da primavera? Quero levar a Beatriz!

E por falar nela, vou restringir o acesso ao blog babyZapp a partir de meados dessa semana. Se voce estiver innterrada em continuar lendo, por favor me mande um e-mail para
queilalrs@hotmail.com

Um abraco,
Q

Gislane, Wagner e Mirela disse...

Olá Keiko.
Que saga em busca das assinaturas hein, que bom que no final tudo deu certo com direito a música e comida rs.
Nossa, dei boas gargalhadas com as instruções para pais de primeira viagem...eu tb sou, mas, aquelas dicas, Deus me livre não sabê-las rs. Muito engraçado mesmo!
bjos

Flávia disse...

Aqui também tem um café assim ! Vamos experimentar.

Vai ganhar a bolsa sim ! O mundo é das exageradas.

Beijinhos ainda congelados,
Flávia.