9

3

Escrevi semana passada e chorei tanto que esqueci de publicar!

**********************
Filhotinha gostosinha, nervosinha, safadinha, deliciosinha, espertinha, cheia de personalidadezinha.

3 anos de você não tem sido qualquer coisa. Três e como?? Não faz nem um dia que era madrugada de um mês antes do que era pra ser e você decidiu que já estava bom, vamos sair que o mundão era grande demais pra ficar perdendo tempo lá dentro no escuro. E com a luz do mundo de fora, veio minha menininha, bochechuda desde o dia 1. Irresistível e perfeita, meu pedacinho de mundo.

No seu primeiro banho você ficou vermelha da cor de uma lagosta e nem o banho de luz fez você se acalmar, de óculos de sol e luzinha quentinha pra mandar embora o amarelão você já batia perna e mostrava que não veio ao mundo pra ser contada história. Você veio pra contar a sua, pra escrever com graça, caras, gestos e frases tão únicas a sua própria, e mudar de quebra cada linha da nossa.

Em 3 anos não tem uma pessoa que te conheça e não se apaixone. Quer seja dizendo que você é "tão fofa" - com a nossa total concordância, ou dizendo que você "tem uma personalidade forte, não?"- com o que também temos que concordar. Quer seja pela fofura ou pela tal personalidade, você quase sempre consegue dobrar qualquer um. Na hora de dormir você faz uma carinha de matar, coloca a mãozinha no meu peito e pede em um tom completamente inegável: "Mamãe quentinha, dorme comigo só um pouquinho?!" - e é assim que em 85% das noites nos últimos 3 anos eu acabo capotando com você bem abraçadinha e acordo toda torta, de maquigem na cara e roupa de trabalho as 2 da manhã. Nos outros dias você diz: "Eu quelo ficar sozinha"com a mesma ênfase, mas as vezes, horas depois você grita chamando a mamãe pra passar um creminho na barriga que coça, colocar um bandaid em um machucado invisível. De todo jeito, eu tenho que te confessar, que estas horas de abraço apertadinho, mãozinha no meu peito e você inteirinha enroladinha colada comigo são as horas que eu mais amo no meu dia, que eu me sinto mais inteira, que me fazem rir por dentro e chorar por fora ao pensar que estes momentos não podem ser congelados e guardados pra sempre. Muito ao contrário, 3 anos se passaram e eu não tenho a menor pressa que eles continuem passando, porque eu não quero nem pensar como vai ser triste o dia que você enroladinha não encaixar mais em mim.

Sabe Ninoquinha, Maluquete, Mamita Gordita, Nineta... é difícil mesmo definir quais são as coisas que mamãe deveria enfatizar nesses seus 3 anos. Você é mesmo uma definição completa de um raio de sol. Você nos faz rir de um jeito sem explicação, porque filha, você é engraçada! Você desafia nossas melhores concepções de educação com suas sempre novas e desafiadoras ideias. Você sonha com aranha e decide que tem que passar o dia de meia para a aranha não subir no seu pé. Você sabe exatamente qual penteado quer em qual dia (pony tail- "bem alto", cocotinha, maria chiquinha, duas trancinhas - porque o Zack gosta, ou trancinha de ladinho - igual a mamãe). Você é capaz de contar seu dia inteirinho em detalhes, gestos e frases sem parar de falar por mais de 30 minutos - não é exagero, você consegue! E sim, você só tem 3 anos. (Mensagem para o marido no futuro: Viu, não diga que eu não avise!), quer dizer, você só tem 3 agora, mas faz isso desde os 2. Aliás, perdi as contas de quantas vezes eu já escutei: "Mas ela só tem 3 anos?? E fala assim? E dança assim? E canta assim?"- É, Tutuca, você é assim!

Você, minha mocinha, é completamente louca de paixão pelo seu papai. E é só ele ter que ir pro Brasil que você fica triste, e chora, e sofre de cortar o coração. E é por isso que quando você acorda de manhã e vem pra nossa cama, é seu papai que você quer abraçar. E eu acho vocês dois a coisa mais linda de ver, parecem um ursão polar abraçado com a ursinha panda. Sério, parece muito! E é óbvio que a loucura é recíproca. E como não ser!

Não preciso falar das suas proezas, de como você pega um lápis certinho e já desenha um "happy face"e um sol com muitos raios! Não vou falar de como acho lindo você usar sempre plurais corretamente com sua linguinha presa no "S" e do seu vocabulário enorme pra sua idade. Não vou falar como na escolinha suas amiguinhas ficam completamente enlouquecidas quando você chega e vêm correndo e gritando: "My Nina"e saem no tapa (literalmente) pra te abraçar até que todas caem no chão... em um ritual que eu agora acho engraçado, mas olhando de longe dá um certo medo! - Então, não vou falar sobre nada disso porque a sua mãe não é assim, sabe, de contar vantagem, de não saber falar de outra coisa que não seja você e absolutamente não acha que você é a menina mais linda e esperta do mundo (mas que você é, isso é um fato!).

Já falamos do seu pai, da sua mãe e agora falta seu irmão. Ai filha, você veio assim achando que só estava nascendo sem muitas pretensões. Mal sabe você que, enquanto eu e seu papai já éramos pais antes de você, você veio mudar por definitivo a vida do Zack, que com você virou irmão. E que irmão. Acho que faz parte do papel de irmão mais velho cuidar e proteger, mas o seu irmão, ele tem gosto, sabe? Ele veio falar ontem "lembra mamãe, quando a Nina era bem pequenininha assim? (fazendo com a mão o tamanho de uma caixa de fósforo, mais ou menos). Seu irmão além de ser seu defensor e protetor, é também seu fã. E é pra ele que você vai quando tem que ir até o quarto trocar de roupa mas não quer ir sozinha, quando você precisa de ajuda pra subir em algum lugar, pra fugir do monstro (vulgo Papai). Vocês dois são a aliança do poder. Você e o "Seu Zack", como você faz questão de enfatizar, vão ser assim, vocês dois pra sempre, eu tenho certeza. E isso também aquece meu coração nestes seus 3 anos, de saber que, Deus queira, vocês vão ter vocês pra sempre.

Seu aniversário foi uma festa do chá japonês, com logos e coisinhas com a sua cara! Aprovados por você, é claro! Mas mais do que cupcake enfeitado que você tanto ama, bisnaga de brigadeiro que mamãe fez mais pra ela mesmo, o que eu espero que você lembre destes seus 3 anos é saber que com 3 você já é tão você, e nós, somos tão unicamente nós, por causa desse pedacinho de gente que acorda falando "ei!" pra quem estiver por perto, que fez os últimos 3 anos mais cheios de amor e presilhinhas, de risadas e apertos beeeem fortes. Tão bom ter você!

Feliz Aniversário filhinha! E se der, não cresce mais não?

9 comentários:

Camila disse...

Eita amor!!!!

Lucy C disse...

Que bom ler esse post. Somos todas babonas, como e' bom ser abencoada por Deus om esses presentinhos maravilhosos, que temos o privilegio de ver crescer! Deus e' tao bom!

Mari disse...

ounnn... sweet!
quanta coisa já cabe apenas 3 anos, hein?
felicidades, Ninoca!

Piscardeolhos disse...

Duas perguntas:
Ai, senhor, podia chorar de solucar?
E a gente apresenta essa teteia pro Noah QUANDO? Feitos um pro outro, a nora que eu sonho em ter.
Parabens, pequena maravilha.
E parabens, mama, papa e big brother, responsaveis por essa formosura toda.
Beijo,
Roberta

Piscardeolhos disse...

Duas perguntas:
Ai, senhor, podia chorar de solucar?
E a gente apresenta essa teteia pro Noah QUANDO? Feitos um pro outro, a nora que eu sonho em ter.
Parabens, pequena maravilha.
E parabens, mama, papa e big brother, responsaveis por essa formosura toda.
Beijo,
Roberta

Flavia Melo disse...

Keiko, que lindo! Li e chorei junto... e, de quebra, me assustei porque me lembro de ler os posts de quando você entrou em trabalho de parto e de quando vc estava grávida dela.. já faz 3 anos?! Que assustador!!!
E que admiração eu tenho por vc!

PS.: Amo o Dada, conheço e admiro sua mamis, o Dê.. e não poderia ser diferente com vc! Sou fã!rs E não é por causa dos VHS da Turminha 'KEN'.. É pq vc emociona pela maezona que vc se desdobra em ser.. sem contar as outras 16412 funções, ne?!rs

Ds abençoe vc e sua família linda!

beijo,
Flavia Melo

carol marçal disse...

oi keiko! que histrotinha mais linda... me emocionei, pois tb tenho uma menininha de 3 anos (e meio, agora) e estamos aguardando a segundinha que está com 32 semanas no forninho...
como é gostosa essa vida de mãe, a dedicação e esses pequenos detalhes que aos olhos dos outros é tão imperceptível, mas aos nossos, de mãe, são as jóias mais raras do mundo, né não?
dscobri seu blog no 'minha mãe que disse', assistindo ao vídeo de vc e mais outras meninas, super divertido, falando da gravidez e seu momento único e maluco. me identifiquei ainda mais com sua 'lesera gravídica', pois etsou igualzinha! ahahahaha não junto lé com cré! e fazer mil coisas ao mesmo tempo e não concluir nenhuminha sequer, excelente! só mães pra agirem assim : )
muito bom!
parabéns!!!
meu blog é esse aqui: www.colorindoelefantes.com
bjo grande e td de bom com suas criaturinhas fofas!!!
carol

Lúcia Soares disse...

Que lindo, Keiko! As crianças que recebem essas cartas certamente serão adultos bem resolvidos.
Minhas filhas são assim, todas de dengo, com os filhos. Muita coisa que falou da Nina de 3 anos, cai como luva para minha neta, também de 3 anos, Letícia. São as mesmas coisas de toda criança, mas a nossa é única, especial.
Beijinho na Nina e no Zack.

Raquel Janissek-Munniz disse...

Também tenho uma de 3 e identifiquei muito dela no teu texto! até lágrima apareceu no meu olho! lindo teu jeito de escrever!