6

Cinismo

Dizem por ai que criança é pura, que só aprende maldade e estratégias sociais ilícitas depois de grande, tudo balela.

Ciniack aqui ainda não passa do meu joelho, mas já deu pra mostrar a que veio.

Após análise detalhada e observação sistemática do caso, consegui desvendar suas estratégias maquiavélicas: Puxa um cabelo - dá um sorriso, arranca o óculos de alguém e joga no chão - dá um beijinho, derruba tudo que está na mesa, no rack, no sofá, na estante, na escrivaninha - vem deitar na sua perna fazendo carinho.

Ainda tem o fator "duas caras", que prova o nível de sofisticação dos estratagemas do pequeno ser. Veja outro dia no restaurante. Por razões que se auto-explicam depois da cena, o restaurante teoricamente só aceitava crianças do lado de fora (em mesinhas na calçada), junto com os cachorros, fumantes e maltrapilhos. Como começou a chover, eles foram obrigados a nos colocar pra dentro, pra não nos expulsarem com o prato meio comido na mão. Espremidos em uma mesa que não cabia onde estava, a mãe se debatia pra tentar comer uma salada, entre talheres lançados ao chão, uma toalha puxada que por consequência derrubou o copo de água, onde antes um pão tinha sido colocado e tirado, colocado e tirado, espremido, mastigado, colocado de volta dentro do copo, aquela coisa higiênica. Quando a vasilha da salada foi quase virada pela milésima vez a mãe desiste e larga o menino no chão, pra ver se alguém passa e leva.

Com a maior cara de simpático do mundo o cidadãozinho se aproxima da mesa ao lado e pede colo. A mulher desconhecida o pega. A mãe finge que não está vendo nada e aproveita para comer desesperadamente a salada à sua frente, como quem come o último Passatempo antes da sentença de morte. Sentado calmo e plácido no colo da estranha, o bebê sorri, dá beijinho, fica olhando o ventilador e não esboça sequer uma tentativa de pegar nada que esteja na mesa, agora me diga, é ou não puro cinismo?

6 comentários:

Sandra e Evaldo Vicente disse...

rsrsrssrsrssrsrs
não viu nada...

Bibi Move Scliar disse...

não me assusta keiko, não me assusta senão eu não venho mais aqui!!!!
Estava vendo um vídeo de um desses psico-pentegogos americanos, doutores em blabla e ele falou uma coisa interessante:
que os infants não são crianças pequenas e sim pequenos homens das cavernas...
ah, a Brick entregou no dia, os produtos superiores!

Flávia disse...

Keiko,

Cinismo ? Não seria arte de interpretação ? O artista aqui do Iglu balança a cabeça que "não" enquanto faz algo sabidamente errado. Também sorri e dá um abraço no meio da atividade ilícita. Por outro lado, quando precisa de ajuda para abrir alguma caixa, vem resmungando sem lágrimas e entrega o troço na mão da gente para ser aberto. Acho que é vocação para artes dramáticas.

Beijinhos compreensivos,
Flávia.

Lilian disse...

Ciniack realmente tem esperteza pra dar e vender, isso é certo!! ;)

Deby disse...

kkkkkkkkkk
ainda tem gente q dá liberdade a esses pequenos seres...rsrs
eles são mais espertos que a gente imaginda, só não sabem falar direito.
bjinho

Mariana disse...

ahahahahaha....

um santinho!

pelo menos com estranhos ele se comporta, keiko!

bjs,
Mariana