6

Mas já?

Hoje saiu a lista de aprovados da Fuvest. Só sei disso porque minha home page é a UOL, não fosse por isso nem me daria conta das muitas comemorações e decepções acontecendo hoje. Dez anos atrás, eu era uma das caras ansiosas esperando a divulgação da lista, uma das caras felizes e pintadas comemorando a aprovação. Há 10 anos!!! Nos anos seguintes eu ainda fiquei conferindo a lista, sabia de tudo porque tinha um amigo ou outro ainda esperando a tal aprovação, que quando ocorria era motivo de notícia amplamente comemorada.Depois teve notícia do povo se formando, de uns se casando e a grande notícia hoje em dia são os filhotes chegando aqui e acolá.

Olhando as fotos dos aprovados tão felizes com seus grandes "USP"s escritos na testa eu fiquei aliviada. Muito bom pensar que já passei por todo esse perrengue de faculdade, poxa vida, é bom saber que se eu for presa tenho direito a cela especial (se bem que depois que fiquei internada uma semana eu decidí que não quero ficar presa nunca, se hospital é ruim, imagine prisão. Alias, só por isso que eu decidi, perceba). Por outro lado, fiquei pensando também...como é que pode, dia desses era 1999 e eu estava entrando na faculdade, gente, 10 anos é muita coisa! Credo! Que velheira! Quanta água já rolou por baixo da ponte...eu já dei notícia de casamento, de mudança de país, de filho número 1 e agora de filho número 2 e sinto que de agora em diante as notícias são os filhos, chegou aquele momento que a sua história começa a se fundir com a história dos outros, outros que você fez! Isso defintivamente é um mal sinal. Bom, espero um dia ainda dar notícia de que virei doutora, mas até lá...bota mais uns 10 anos na conta.

Nem precisa dizer que um grande atestado de velhice é essa conversa toda de ter tido disco de vinil, saber o que é um video-cassete, ter mandado cartas a amigos pelo correio, ter feito curso de datilografia, etc. Isso é lugar comum pra quem viveu nos anos 80 e não me faz senti velha. Mas sei lá, quando acontecimentos da sua vida começam a fazer aniversário de 10 anos, é sinal de que a coisa está ficando feia mesmo.

Bom, vou alí comprar um Chronos, tomar um banho de formol e começar a me preparar pro dia que Vestibulack estiver comemorando a sua entrada na Fuvest.

6 comentários:

Thiago disse...

Oi Keiko,

Faz um favor pros seus leitores fieis? Coloca os posts completos no Feed RSS, please!
Se você não souber como fazer, chame a Thi-thi consultoria que a gente resolve essa rapidinho :)

Valew
T

***TATTY* disse...

Aiai...nem me fale...tá ficando velha hein? O bom é que sempre tem gente mais velha que a gente pra consolar! Bem, quando eu era criança, lá quando uns 9 anos- claro que faz mais de 10 anos- eu via uma japinha de cabelo bonitinho (nada como anos se passando pros cabelo tomarem jeito de gente, e não tô falando dos seus não, dos meus mesmo...kkk)cantando, tocando num vídeo cassete (ai credoooooooo, ter que rebobinar!)
O pior que nem posso zuar, tá vendo, também sou dos anos 80...aiai....já dancei tb ao som de LP...
(PS: A Sophia deve ter aprendido depois de ver tantas fotos do Zack fazendo caretas....por falar em fotos.....hein????)
BJUS

Paula disse...

Vinil hoje é uma coisa totalmente na moda. A prova disto é que as gravadoras voltaram a fabricá-los. Isso não é coisa de velha!

Deby disse...

Tb faço 10 anos q entrei na universidade. Mas pelo jeito não tô ficando velha...rsrs.
Não me casei, nem fui morar fora, muito menos um bebezinho. Só a formatura a 6 anos é que me faz sentir um pouco mais responsável. Mas é a vida.
bjinho

Lilian disse...

OH filhinha, e os coitados aqui que no ano que vem vai fazer VINTE ANOS que entraram na fuvest, hein? hein?

Na verdade, o seu professorzinho adiantadinho, entrou em 1988, pasme. Com meros 16 aninhos.

anyway, é, o tempo passa, o tempo voa e a poupança Bamerindus continua numa boa (mas essa propaganda eu acho q vc não deve lembrar, hihihi! ;-)

Camila disse...

Em 1999 eu estava me formando, na USP tb. Que saudades de ser apenas uma estudante...