13

Das coisas não ditas

Outro dia li em um blog, que fazia propaganda de um livro no qual as autoras do blog faziam um prefácio (ufa!) que falava sobre a tendência de tudo que é de mãe ser um pouco "ursinhos carinhosos". Definindo, a gente conta o que é bom, o que dá certo, cada novo truque que seu bebê faz, como ele é simpático e sorridente, que super mãe você é, enfim...se é pra falar mal de mim, que falem os outros, eu só falo bem, é claro!

Mas agora que já passou e que a história teve final feliz , vou abrir o jogo. Semana passada cá estava eu escovando todos os 2 enormes dentes de Semi-banguelack quando vi uma manchinha preta. Pensando que se tratava de algum resíduo de alguma das muitas coisas nojentas que ele coloca na boca (sapatos, pó, dedos dos outros, etc) escovei mais até quase fazer sangrar a gengiva da pobre criança e a tal mancha preta não saia. Meu quase mestrado em Reabilitação me dava a autoridade para diagnosticar - era uma cárie. Eu que normalmente finjo que sou calma e tento não ser uma mãe-de-primeira viagem histérica e exagerada, "paniquei". Pensava que só iria me deparar com tais questionamentos daqui uns 18 anos no mínimo, mas subtamente me vi me perguntando: Como? Porque eu? Onde foi que eu errei!? Mas eu dei tudo pra esse menino! - E por tudo entenda, muitas escovações de dente, mesmo bem antes do cidadão se quer ter dentes!

Atribulada, botei a criança na cama e fui consultar o Dr. Google, dentista pediátrico. Li por horas a fio e parecia ser a tal "cárie de mamadeira". Nominho simpático esse assim, seguido por uma mamadeira mas a verdade é que o que todos os sites diziam é que a progressão geralmente é rápida, não tem tratamento em bebês antes de um ano e a consequencia final é a extração dos dentinhos, deixando a criança inevitavelmente banguela até que os dentes permanentes cresçam. "Ah tá" - disse o marido - "ele ainda vai ter os dentes de verdade". "O que???" - diz a mãe não histérica - "Você tem noção que isso vai ser daqui uns 6 anos? Que até lá ele não vai ter os 2 dentes da frente? Que ele vai ter problemas de nutrição e fala? Que ele nunca mais vai sorrir? Que os amigos vão zuar com a cara dele? Que por causa disso ele não vai querer ter amigos? Que por causa disso ele vai virar um hermitão e vai se isolar em uma montanha no Butão e nunca, nunca mais vamos ouvir falar dele?".

Tomada pelo desespero acordei cedo no outro dia (esta é verdadeiramente uma prova de desespero) e coloquei-me a ligar para todos os dentistas pediátricos de Montreal. Acontece que o sistema de saúde do Quebec também cobre assitência dentária para crianças até 10 anos, lindo. Acontece que por conta disso e também por conta do lobby da "ordem dos dentistas"que faz ser quase impossível para um dentista imigrante entrar no mercado, nenhum dentista aceita paciente novo. Eu sei, você aí no Brasil quando quer ir ao dentista pega o telefone, liga, marca e vai. Aqui a história é outra. Ninguém tem vaga, aviso logo aos imigrantes. A consulta de encaixe mais próxima que eu consegui tinha sido para o dia 22 de Maio, até lá, aparentemente era ver os dentinhos do pobre Princhuquinho apodrecerem, e sua carreira de modelo ir por água abaixo junto com a vida de sucesso que mamãe planejou pra ele. Enquanto a mãe desesperançada tentava ligar de novo para um último número que tinha dado ocupado, o pai com seu senso de humor peculiar soltava uma frase infame a cada segundo: "ele pode ser o passarinho na peça da escola, passarinhos não têm dente, mas são simpáticos assim mesmo" ou "Ah, sabe o Zack? Quem, aquele bonitão? Não, não, aquele que não tem dente!" ou ainda " Coitadinho do Zack, deve ser duro ter uma mãe tão irresponsável, que nem escova o dente do menino!"- E por aí vai.

Orando enquanto o telefone chamava, fui atendida por uma secretária simpática que diz: "ah sim, tem um encaixe hoje, as 2h30, não sei se dá pra você" - Deus é realmente bom, ele sabe o quanto meu nenê (e a mãe dele) precisam desses 2 dentinhos (pra comer e sorrir, no caso do nenê e pra manter a sanidade, no caso da mãe)!

No caminho pro dentista fui só pensando no que falar pro tal Dr. pra explicar o ocorrido. Devia ter tirado fotos de cada escovação pra provar o que os fatos desprovavam. Já via o olhar de reprovação do dentista, e a salinha especial reservada pra dar chibatadas nas mães insolentes que deixavam tal tragédia assolar a vida de seus filhos em tão tenra idade. Lembrei do meu pai dizendo como eu não estava preparada pra casar aos 18 anos, logo, pra ter filho aos 25, pensei na família no Brasil perguntando no fim do ano: "mas o que aconteceu com os dentinhos dele, Keiko??" e pensei o quanto eu pensava não ligar pra nada do que ninguém diz, mas nesse caso era muita auto-culpa pra não cnsiderar, todos estavam certos, eu era uma mãe horrível.

Chega o dentista, com máscara de cachorro, simpático como ele só, e pergunta se eu tenho alguma coisa a dizer. "Não, não, vim aqui só pelo passeio". "Sim, eu sou um lixo, meu filho tem 10 meses e uma cárie, eu deixo ele comer tudo que está pelo chão e deixei ele lamber um pedaço de ovo de páscoa, confesso, também esqueço de dar a vitamina D alguns dias, além do que eu colei nas provas de física durante todo o segundo grau" - penso eu. Mas só digo quase inaudível: "Acho que ele tem uma cárie". O moço da máscara de cachorro deita Pacientack no colo dele, olha os dentinhos e enquanto eu nem respirava ele solta tranquilo: "Ah sim, manchinhas". E eu, finjindo ser sã: " Como assim?".

Aparentemente todo mundo tem bactérias dentro da boca. Algumas pessoas (mesmo algumas pessoas bem pequenas) têm bactérias com vocação artística e elas gostam de pintar os dentes dos seus inocentes hospedeiros, essas parasitas. Não tem o que fazer, escovação não resolve, as manchinhas só saem com aquele negocinho que faz "inc, inc, inc" do dentista, o qual ainda me advertiu: "não tente fazer em casa". Vamos ter que voltar a cada 6-8 meses pra acabar com a vernissage das bactérias.

Dentinhos brancos de novo, aquele sorriso lindo, o sucesso na vida reassegurado, a mãe tão feliz quanto se tivesse ganho na mega sena acumulada, Colgatack sai do dentista com uma escova nova na mão (a 4a da sua coleção, uma proporção de 2 escovas por dente), uma bolinha de borracha na outra e a certeza de que a vida é bela de novo.

Como a Flávia, do Iglu, me abandonou só no mundo dos blogs sem fotos, links e demais frescuradas, e como ela foi minha porta de entrada para a blogosfera, me senti na obrigação de dar um upgrade nesse blog e apresentar pra vocês o meu Princhuquinho, pra recompensar quem teve paciência pra ler este tratado sobre neurose materna que foi esse post. Mesmo porque, depois que a Deby chamou à minha atenção a divulgação massiva do vídeo onde nossas faces secretas são reveladas, vídeo este que a Sandra (que evolução, hein? 3 links em um parágrafo) já tinha linkado no blog dela, não sobra muita razão mais para a minha "neurose de divulgação e utilização das fotos do meu Gostosinho para fins obscuros". Sendo assim, para ilustrar a história do dente, lá vai Sorrizack, todo babado com seus 2 dentes, sem cáries!






PS- A foto é de quando os dentinhos ainda estavam nascendo, agora eles estão enormes, e não sei se eu já disse, mas sem cárie!

13 comentários:

Sandra e Evaldo Vicente disse...

E Colgatack aguentou assim na boa uma cadeira de dentista antes de 1 ano? Menina! Seu filho é dez.
Achei que o Vinicius tivesse tido isso, mas a manchinha dele desapareceu sozinha. Te digo uma coisa: assistindo uma propaganda do discovery kids explicando o que é uma cárie (com bichinhos laranja e verde na boca), meu filho come qualquer coisa e vai imediatamente escovar os dentes. Ele queria até que eu levasse a escova para a igreja. E ele escova muito bem sozinho.
Que legal! Não sabia que: "... o sistema de saúde do Quebec também cobre assitência dentária para crianças até 10 anos"
Viu só como não sei tudo...

Deby disse...

Eita, mas que sorriso mais gostoso, tia!!!
Graças a Deus!! Deus é muito fofo, mesmo!! Até dos dentinhos do seu bebê, Ele cuida.
Isso serve de lição p/ gente, mães de primeira ou de próximas viagens: "não deixe de escovar os dentinhos do seu filhote".
Ah! qto a foto: A Flávia não revelou ainda a carinha do Pacotinho Escondido. E eu tb não gosto de colocar foto (fiz isso, mas tirei todas).
Mas, essa tah linda!!
bjinhos e fiquem com Deus

Mariana disse...

Ai, ai, Keiko... Ainda não sou mãe, mas me identifiquei com cada palavrinha que vc escreveu! Quero só ver quando minha hora chegar!!
Parabéns pelo filhote lindo!
Beijos,
Mariana

Lilian disse...

Vida de mãe não é fácil.

Você só esqueceu q a esposa de um dos professores de física do 2o grau estaria lendo, hein? ;)

Mas q bom q teve final feliz a história. Já eu aqui sou DE FATO a péssima mãe que não escova com freqüência nem os dentes dela, que dirá os dos filhos! que horror! Ainda bem que o pai é bem melhor :)

Claudia disse...

Carie pretinha é cárie paralisada. Pior é quando ela é branquinha ou amarelinha, pois aí sim é carie na fase aguda, o perigo da carie de mamadeira que destrói os dentinhos de leite em pouco tempo...
Sou odontopediatra mamãe keiko, qq duvida dental é só me perguntar, okay? E sou mãe de dois...princhucos! Bjinhos

Tereza Possebon disse...

Olá Keiko,
Estou no final do processo para Québec e acompanho, mesmo sem deixar comentários, o seu blog desde o primeiro dia!!
Te digo uma coisa, não há nada m,ais lindo do que o sorriso de uma criança! O seu blog ficou ainda mais fofo com a fotinho do seu filhinho!!
Abraços e muita saúde para vocês

Inêssa disse...

Até que enfim fomos apresentadas ao princhuquinho! O nome bonito é "bactérias cromogênicas" e são meio chatinhas mesmo. Cárie de mamadeira, só se vc não escovasse de jeito nenhum (problema de saúde pública). E ele é bonzinho mesmo, tenho experiências de crianças dessa idade de me darem cabelos brancos!

Luiz, Dani e Annie disse...

Seja bem vinda ao mundo dos blog com fotos e Links!
Ovo de páscoa, hein, que coisa feia... o biscoito mum-mum é melhor! rsrsrsrs...

Deby disse...

Comentário sobre o comentário no meu blog...rsrs
oi, querida
Se eu não conseguir ver Quebec, me contento com Campos do Jordão, então.
Mas sim, é um sonho, por enquanto, imigrar pra aí. Vancouver, Toronto ou Quebec. Por hora, só fico viajando e aprendendo com os blogs de vcs que já estão aí.
Tô começando a me preparar, mas é algo pra daqui a alguns anos.
um xero e uma abençoada semana

Keiko disse...

Claudia e Inessa: Olha só, se eu soubesse que tinha 2 odonto pediatras na "audiência", tinah escrito antes e aliviado minha angústia! E quem disse que blog não é útil, hein?

Sandra: Estou quase emocionada de saber uma coisa que vc nao sabia ! :-)
Cobre sim, mas só uma visita por ano e só tratamento, não profilaxia (p. ex cobre obturação, mas não limpeza e aplicação de flúor)

Deby: Eu ainda fico meio "cabrera"com essa coisa da foto, depois que eu coloquei já pensei em tirar umas 2 vezes, mas tá tão gostoso que eu vou deixar !:-)

Lana disse...

Você vai ver! Muito em breve, Sorrizack vai aprender a dar deliciosos beijos babados. E, depois disso, você nunca mais vai ser a mesma. Te garanto.

nie disse...

oi kerida !!!! mt obgada mt msmo por postar a tua esperiencia d mae desesperada eu me revi na tua historia...tou assim em pakico a minha Melie tem 24 meses e vi ontem 2 pontinhos negros nos 2 dentes d cima.e eu logo pensei eu lavo os dentes da miuda smp ela nao usa chupeta so usa bibiron d manha ainda mama no peito o ke k fiz d errado(...) o sentimento d culpa me sufoca!!! amanha vou leva la ao dentista -pediatrica pela 1ª x e a sua historia esta a me ajudar mt,mt a controlar a minha anciedade!!! obgda e k DEUS vos ilumine smp a ti e a sua famila SORRISO
BJS
NIE BARBOSA
PORTUGAL

Jaqueline disse...

Olá, Keiko, terceira odontopediatra se apresentando! Estava a procura de um artigo que usasse uma linguagem menos científica para provar a uma mãe mega preocupada de uma bebê com 4 dentes (2 a mais, hein?) que as manchas pretinhas que ela não conseguia remover nem esfregando o palito não eram cárie e sim pigmentos produzidos por uma bactéria (a tal cromogênica) e me deparei com seu blog! Me diverti muito com seu texto e vou encaminhá-lo! Também estou à disposição se precisar de um help virtual. Bjs!